Meu dread e a futilidade alheia!

| 11/04/2011
Então, há uns dias atrás fiz um dread no cabelo. Não é daqueles.. é um simples! Que eu gostei!
Ontem fui em uma formatura, toda arrumadinha e pá.. A pessoa logo estranhou.. E perguntou:
pessoa sem noção - O que é isso no teu cabelo?
eu - é um dread.
pessoa sem noção - E por que tu fez isso?
eu - Porque eu gosto!
pessoa sem noção - e é bonito, é? Num é bonito não!
eu - Bom... eu acho, né?!
pessoa sem noção - oxe, e por que tu fez isso? É moda, é?
eu - com cara de: ¬¬ Não, ora! Eu fiz porque eu acho legal!
pessoa sem noção - ah.
silêncio.
Então, eu não fiz um dread para que alguém olhasse e falasse: Oh, que legal! Ela tem um dread!
Eu fiz porque eu gostei, eu acho legal. E isso é o que é importante.
Mas, então! A pergunta dela alí, falando da moda, me fez pensar no assunto!
As pessoas tendem a usar coisas [até mesmo aquelas que elas mesmas acham feias] só pelo fato
de estar na moda. E deixam de usar coisas que gostam porque saiu de moda ou não está na moda. E isso é tão, tão.. sei lá, coisa de gente se personalidade.
Assim, se alguma coisa tá na moda, e eu gosto, acho bonito, legal e blábláblá, eu uso! Mas porque GOSTEI! E não só pela moda. E quando não gosto, não há moda que me faça usar! E o pior é que tem gente é que movido a isso! Eu fico abismada! Mentira, não fico mais abismada.
E olha, é futilidade demais pra a minha cabecinha.
Uma certa vez saí com uma amiga e ela estava com outras amigas, que eu não tenho muita intimidade. E o papo na mesa era totalmente fútil. Não que eu seja uma pessoa intelectual que não fale besteiras ou não converse sobre coisas fúteis, mas você percebe que a vida da pessoa é movida por futilidades! E isso é normal pra elas. Festas, roupas, ficar, dinheiro e um tanto de outras futilidades.
É o que eu vejo em muitos lugares. Seja no cursinho, na rua, na pizzaria.. Seja aqui no interior, em uma cidade maior, na capital.. As pessoas só se preocupam com coisas vãs e se esquecem do interior, de se tornarem pessoas melhores, pessoas agradáveis. Poxa, é tão chato parar pra conversar com alguém e a conversa não tem sentido algum pra você. Chega a ser até um desperdício. Às vezes a pessoa é até inteligente, tem tudo pra ser legal, mas vive de futilidade!
E isso é deplorável!

Enfim, isso só estava preso aqui.


"Tão natural, é tudo tão natural
Tão natural, é tudo artificial!
(...)
Repare bem e veja se não é
exatamente assim como eu digo
De repente a gente acha tudo
ou quase tudo assim natural..."



edit

4 comentários:

  1. tsc. Tinha que vir de Rodrigo um tipo de comentário desses! =P

    ResponderExcluir
  2. auhsuahsuahsuhaushaushuahs
    adoro os comentários de Rodrigo! rsrs

    e para esse tipo de pessoas que vivem da futilidade... EU TENHO PREGUIçA!

    ResponderExcluir
  3. " Flor amarelinha colorida de hidrocor
    Esse jardim é todo feito de isopor
    Suco de caixinha, vento de ventilador
    Eu me divirto e faço compras no computador

    Liso de chapinha cada dia uma cor
    Não fica velha estica o rosto do doutor
    Fruta de novela, o sorriso do vovô
    Quem é esse cara enganando o eleitor?"

    haha, é tudo vaidade!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar