Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016
Imagem
Eu acho que tô vendo muita comédia romântica ou lendo muitos blogs que falam sobre a vida, o amor e os dois juntos. Eu ando meio molinha pra essas coisas, sabe? Sem fantasiar, só wondering quando que é uma coisa dessas coisas vai acontecer comigo. Sei lá, as vezes parece que não vai chegar nunca, sabe? Não que eu esteja desesperadamente aguardando ou que seja pra já. Eu sei que um dia chega, que o que eu tenho guardado aqui ainda vai ter a oportunidade de ser entregue pra alguém. Sei que vai chegar o dia em que, sem explicação nenhuma, eu vou querer estar ao lado de um só alguém.

A paz de se sentir completa

Imagem
Quando eu paro pra pensar em como eu era há um ano atrás, eu sinto um misto de graça e alívio. Eu era completamente dependente de alguém. Não alguém específico, mas eu sentia a necessidade de estar ao lado de alguém pra me sentir feliz e completa. Não sabia ser solteira. Sempre namorei, e tive namoros longos. Então a solidão era, pra mim, algo extremamente assustador. Mas no fundo, no fundo, eu sempre soube que eu precisava estar só. Que eu precisava ter esse encontro comigo mesma, ser minha, ser completamente sozinha pra, então, poder ser de alguém. E eu comecei a trabalhar isso dentro de mim. Foram dias difíceis, e eu culpava sempre o outro por não dar certo, por meu interesse acabar, quando, na verdade, o problema estava todo em mim: eu não estava disponível pra encontros e matches no tinder, eu precisava de um encontro comigo mesma.
Mas era difícil de aceitar. Solidão é algo que machuca e quando ela quer te abraçar, ela te aperta! E foram meses insistindo em matches, encontros faj…

Sobre as coisas boas do ano que acabou de passar...

Imagem
Em Janeiro de 2014 eu escrevi os meu votos pra 2015. E como de costume, reli meu post de 2015 e pra minha surpresa eu escrevi isso:

"Enfim, eu não desejei nada ainda pra 2015. Mas sei que será um bom ano, porque pra os dias serem melhores, só depende de mim. E eu tô disposta a fazer com que eles sejam incríveis." 
É, e eles foram!

Mas oh, 2015.. Não queria te dizer não, mas tão falando muito mal de você por aí... dizendo que você foi péssimo, que o país nunca sofreu tanto na economia e blablabla.. É, tão dizendo que "graças a Deus" você acabou. Tão dizendo também que se você foi ruim, imagina 2016?! Olha, não fica triste, não. Muita gente gostou de você. E olha, eu também achava que você seria um péssimo ano. Eu passei a virada do ano gripada, de nariz vermelho e olhos lacrimejados. Eu poderia esperar o que de um ano desses?! hahahaha

Mas você me surpreendeu, tenho que confessar. Foi o ano mais atípico da minha vida! Eu comecei o ano apreensiva, ansiosa e assustada.…