| 14/01/2016
Eu acho que tô vendo muita comédia romântica ou lendo muitos blogs que falam sobre a vida, o amor e os dois juntos. Eu ando meio molinha pra essas coisas, sabe? Sem fantasiar, só wondering quando que é uma coisa dessas coisas vai acontecer comigo.
Sei lá, as vezes parece que não vai chegar nunca, sabe? Não que eu esteja desesperadamente aguardando ou que seja pra já. Eu sei que um dia chega, que o que eu tenho guardado aqui ainda vai ter a oportunidade de ser entregue pra alguém. Sei que vai chegar o dia em que, sem explicação nenhuma, eu vou querer estar ao lado de um só alguém.

Mas sei lá, as vezes parece muito que eu nunca vou tocar a alma de alguém e ser tocada de volta. Tudo anda muito superficial, as pessoas, as relações, os propósitos, as vidas. Chega uma hora que toda aquela diversão de ficar com um e outro, de experimentar mil corpos sem nenhum compromisso com eles, chega ao fim. E você vê o quão vazios esses tipos de relacionamentos podem ser. E você quer mais. Quer saber a comida favorita, o seriado do momento, a banda que a pessoa é viciada. Você quer conhecer mais, sabe? Você não quer só a capa, o corpo, o beijo, o suor, o prazer. Você quer ficar com alguém além da carne, além da capa, além da superficialidade. O mundo tá cheio de gente que prefere quantidade, que te beija hoje e no dia seguinte esquece de onde te conheceu. Acho que é culpa das mil oportunidades. Hoje em dia tudo é muito fácil, muito acessível. Incluindo as pessoas. Estas, quando não se apaixonaram e não sabem o valor que o outro representa pra si, acabam trocando e trocando de parceiro como quem troca de roupa. Isso porque temos muita opções e enquanto você não encontra alguém que faça seu coração bater acelerado e nele uma razão pra acordar, você vai continuar achando que existem possibilidades demais e que cada uma delas pode ser melhor que a outra, e por quê não?! É isso, tá "difícil" porque nós mesmos queremos ter tudo ao mesmo tempo. E that's not gonna happen! 


Mas é isso. Uma hora chega.
Em algum momento, oportuno ou não, minha alma esbarra em outra alma e elas vão se tocar lindamente. E, por mais agoniada que eu seja, pressa pra isso eu não tenho.

E assim eu vivo em paz, lendo blogs falando de amor e desejando que, na hora certa, a alma certa me toque.






edit

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar