Ah, menino...

| 04/01/2015
Ah, menino.. Se tu soubesses como tu faz falta.. Como dói olhar em volta e não te ver mais.
Como faz falta te observar dormindo e ser acordada com um abraço.
Ah, se tu soubesses como é estranho não te ter mais pra tudo - seja pra ir no mercado ou só pra conversar besteiras antes de dormir.
Se tu soubesses a falta que faz não ter ninguém pra cozinhar junto, pra conversar enquanto cozinha ou pra atrapalhar alguém cozinhando...
Ahhh, tu nem deve imaginar como faz falta não ter com quem comentar durante os filmes e seriados.. Faz falta até ter alguém me mandando ficar calada e esperar as coisas acontecerem...
Sinto falta dos teus olhinhos. Bem pequenos. Falta da tua manha, da tua mansidão, do teu cuidado sem jeito e do teu carinho desengonçado.
Sinto falta de ter tua companhia todo dia. Era como se a gente fosse obrigado a conviver um com o outro 24 horas por dia. Mas era isso mesmo, eu acho. E era estranho quando não te tinha do lado da cama antes de dormir, não ouvir teu "boa noite" e nem receber o beijo na testa.
É uma saudade boa de sentir, uma saudade que não traz dor nenhuma. Só traz um pouquinho de vontade de voltar no tempo e poder aproveitar mais uns 5 minutinhos do teu abraço.
Ah, menino.. Se tu soubesses...


18/11/2014
edit

amor, amor.

| 03/01/2015

Ed Sheeran cantou:

"Loving can hurt                                                
Loving can hurt sometimes                                 
But it's the only thing that I know                       
When it gets hard                                                
You know, it can get hard sometimes                  
It's the only thing that makes us feel alive"        


Eu acordei pensando sobre o amor.
é, parei pra pensar se eu ainda amava alguém desse jeito de amor romântico de casal e coisa e tal.
E não, não amo ninguém desse jeito ha muito tempo. Nem sei se já amei um dia, na verdade.

Amor é um tipo de sentimento que a gente confunde muito, eu acho. Mas eu acho que esse amor maduro, esse amor de decisão, esse amor não egoísta, aquele amor lá de Coríntios, sabe?! Eu, sinceramente, não sei se já senti algum dia.

Há muito tempo que meu coração não bate mais forte por alguém, que meu riso não fica largo por ler uma msg de alguém especial, há muito tempo que eu não sei o que é esse amor mútuo e lindo que as pessoas costumam sentir.

E não, não tô lamentando o fato de não amar. Teve uma época que me senti vazia por não ter alguém pra amar, pra sofrer, pra chorar. Pra não ter alguém pra lembrar ao ouvir uma música marcante. Eu acho que essa é uma das formas da gente se sentir vivo mesmo. Amando, sendo amada, sofrendo, chorando. Essas emoções fortalecem a ideia de que você não está apenas existindo. Mas viver não é só isso. E eu descobri isso depois de algum tempo.

Descobri que conhecer gente nova, saber um pouco do mundo de cada um, dançar sem pensar no amanhã, beber uns dois ou três shots de tequila, dar risada até a barriga doer, sentar na grama e ver o sol se pôr, admirar a lua e um céu estrelado, fazem você se sentir viva tanto quanto. Porque você começa a se amar [papo chato de auto-ajuda], você começa a se conhecer mais, e descobre que sua companhia é tão agradável quanto a companhia de um outro alguém. E esse auto-conhecimento e esse amor próprio, às vezes é tudo o que você precisa sentir pra que então você consiga amar alguém de verdade.

E aí você não vai precisar amar alguém pra se sentir vivo, viver já está fazendo você sentir isso.



Imagem: We Heart it


edit

dois mil e quatorze.

| 02/01/2015
Em janeiro de 2014 eu escrevi:
"Que 2014 seja cheio de vida"
- E foi!

dia 31 de dezembro de 2013 eu passei a virada do ano em Sydney, com pessoas maravilhosas ao lado e desejei profundamente que 2014 me trouxesse só coisas doces, que 2014 fosse cheio de vida! Desejei que eu tivesse mais amor e respeito por mim mesma, mas sobretudo, que eu amasse e respeitasse mais o meu próximo; que eu continuasse pensando mais no outro do que em mim (altruísmo feelings), que eu não me cansasse de ajudar o outro e que eu plantasse somente coisas boas ao longo do caminho. Pedi também pra que Deus abençoasse cada passo, cada escolha, cada caminho e cada pedacinho meu. Pedi pra que Ele cuidasse de tudo e que, acima de tudo, me desse sabedoria pra entender os Seus cuidados. Que eu continuasse a encontrar nEle toda força, fé, cuidado e aconchego; e que eu tivesse força suficiente pra fazer os meus dias felizes, porque isso só dependeria de mim.

E Deus, mais uma vez, me surpreendeu. 2014 foi lindo. Foi mais do que eu poderia imaginar e eu sei que tenho grande parte nisso tudo, afinal, só dependia de mim, lembra?

Eu tentei fazer dos meus dias melhores a cada segundo. Quando tudo dava errado ou quando eu tava desanimada, eu lembrava que ninguém ia poderia fazer nada por mim além de mim mesma. E eu posso dizer hoje que eu fiz os meus dias serem melhores em 2014.

Enfim, foi um ano incrível. Eu não consigo achar palavras pra descrever. Muita coisa aconteceu, muita gente passeou pelos meus dias, muita gente saiu de cena, outros tantos entraram em cena.. Pude aprender com cada pedacinho de gente que passou em minha vida. Posso até dizer que foi o ano mais incrível até então.

Eu pude viver do êxtase à dor. Eu pude sentir mistos de emoções e mistos de confusões dentro de mim. Foi um ano de amadurecimento, diversão, auto-conhecimento, amor (es) e, principalmente, foi um ano de agregação de novos valores em minha vida.

Mudei. Sim, mudei muito. Ouço sempre: Mas a Austrália te mudou, hein?! (num tom pejorativo ou nao). E, sinceramente, fico feliz em ouvir isso. A Austrália me mudou sim e graças a Deus que mudou. Imagina voltar a mesma?! Impossível, te digo com certeza. Só eu sei aa mudanças que aconteceram dentro de mim e, sinceramente, só eu devo saber mesmo o quão maravilhosas elas foram e estão sendo na minha vida.

Enfim, eu não desejei nada ainda pra 2015. Mas sei que será um bom ano, porque pra os dias serem melhores, só depende de mim. E eu tô disposta a fazer com que eles sejam incríveis!

E, pra você, eu desejo muito amor!



"Eu te desejo não parar tão cedo, pois toda idade tem prazer e medo.
E com os que erram feio e bastante, que você consiga ser tolerante.

Se você ficar triste, que seja por um dia e não o ano inteiro.
Que você descubra que rir é bom, mas que rir de tudo é desespero.

Desejo que você tenha a quem amar.
E quando estiver bem cansado ainda exista amor pra recomeçar.

Eu te desejo muitos amigos, mas que em um você possa confiar.
E que tenha até inimigos, pra você não deixar de duvidar.

Eu desejo que você ganhe dinheiro, porque é preciso viver também.
E que você diga a ele, pelo menos uma vez, quem é o dono de quem.

Desejo que você tenha a quem amar.
E quando estiver bem cansado ainda exista amor pra recomeçar"

Amor pra Recomeçar - Frejat

amor, amor, amor. Sempre amor.
Eu te desejo muito amor!


edit
Postagens mais recentes Postagens mais antigas

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar