Só o que for bom!

| 24/05/2011
"Leve com você só aquilo que for bom.
Leve uma flor, um amor;
Leve um coração, uma paixão;
Leve um beijo ou um desejo;
Leve um carinho, uma paixão..

Leve a lembrança, de quando era criança;
Leve um abraço e seu compasso;
Leve a canção e leve também o meu coração."


"Uma margarida comum, um beijo, ou um simples abraço, que é pra você lembrar de mim"

edit

;)

| 19/05/2011

"Mas tudo está bem agora, eu digo: agora. Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz. Descobri tantas coisas. Tantas, Tantas. Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor. Que viver um amor. Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Descobri, ou melhor, aceitei: eu nunca vou esquecer o amor da minha vida. Nunca. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama!”

- Fernanda Mello.

edit

.

| 17/05/2011
Só me diga porquê.










edit

"Pra todo fim, um recomeço"

| 12/05/2011

“É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou, perder a fé em todas as orações porque em uma não foi atendido, desistir de todos os esforços porque um deles fracassou. É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu, descrer de todo amor porque um deles te foi infiel. É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz porque uma tentativa não deu certo. Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras. Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade, um outro amor, uma nova força. Para todo fim, um recomeço.”

- Saint-Exupéry.

edit

Re-começo

| 11/05/2011

Há algum tempo eu vivia presa a sentimentos, lembranças, passados. Vivia tão presa ao ponto de não querer sair, ainda que fosse necessário. Não dava brechas para outras situações, não me permitia sentir, ouvir, imaginar.. Tudo girava em torno daquilo. Minha vida era em função daquilo. Me fazia mal, mas eu estava presa demais pra perceber que aquilo me derrubava cada vez mais. Insistir num erro é burrice, e era o que eu estava fazendo.

Chegou o dia em que eu quis me livrar daquilo pela primeira vez. Quis me sentir livre de novo. Queria, de verdade. Mas não conseguia. Era mais forte. O desejo, o sentimento, a dor. Tudo era grande demais e eu não conseguia me colocar de pé e andar. A alma queria, o corpo não obedecia. Mas a vontade de me sentir livre daquilo foi maior! E que bom que foi bem maior que todo o desânimo que me acompanhava! Quis me sentir totalmente vazia. Mas não o vazio ruim. Vazia de tudo aquilo que me fazia mal. Joguei fora todas as tristezas, todas as dores, todas as lembranças e todas as esperanças!

E me sinto vazia. E me sinto bem!

Derramei toda a água do copinho pra permitir que alguém encha novamente.


“Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega.”

- Caio Fernando Abreu.

edit

"é só lembrar pra ver..."

| 03/05/2011

"Como pode assim um coração a sete chaves se trancar?
Pode esconder a emoção com tanta ternura no olhar
É só lembrar pra ver...

É, parece que ela tem na ponta dos dedos o caminho que trilhar
Parece sofrer com a espera de tudo que sonhar!
Mas é seu jeito de levar.

Qualquer coisa que lhe destoa é pouca para lhe faltar!
Sabe a hora de rir à toa e também a hora de chorar.

Ela pode ter um novo amor para em mil pedaços revirar!
Peca na incerteza da paixão, mas num passo sabe contornar
É só lembrar pra ver..."

Maglore - A sete chaves

edit
Postagens mais recentes Postagens mais antigas

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar