Escolha perdoar!

| 06/04/2011
"Falar de perdão é complicado. É difícil e dói. Para perdoar, tenho que pensar no outro, compreender os motivos, o que nem sempre quer dizer concordar com o que se fez, mas aceitar o sofrimento imerecido. Pensei muitas vezes em como foi exorbitante o custo para Deus nos perdoar. Mesmo sabendo isso e qual seria a atitude necessária, estava claro que eu não tinha perdoado certa pessoa. Sei o quanto foi isuportável a dor que Jesus sofreu para perdoar o meu pecado, mas isso não me trazia vontade de perdoar. Sequer me trazia alento. Eu era totalmente incapaz de praticar o perdão. Sozinha não conseguia, e então orava: "Senhor, não consigo. Não consigo!"
Você já passou por essa situação? A amargura paralisa. A raiva vem incandescente e explode com quem menos tem a ver com aquilo. Vontade de punir, de se vingar. Era um espiral sem fim. Durante anos convivi com esse sentimento. Exercer perdão é um exercício diário que acontece muitas vezes na hora. A conclusão era sempre a mesma: o perdão é caro. Estava em mim ser liberta desse sentimento, mas eu não abria mão do passado, por mais que lesse sobre perdão, docorasse versículos ou escrevesse sobre ele. Esquecia que "passado" já diz tudo: passou. Nada altera isso. O que aconteceu permanecerá muito tempo conosco, até o dia em que não haverá memória do que era. O significado é o que pode ser mudado. O presente precisa ser restaurado para haver cura no futuro. Deus trabalha e eu esquecia isso muitas vezes. Juntos podemos vencer a falta de perdão. Ele trabalha fortalecendo-nos, dando a visão dele e a compreensão do que é necessário. Jeremias pede isso: sermos curados, com ou sem cobrança do perdão de alguém. Deus sabe, mas como não conseguimos, isso nos apavora. A parte que cabe a nós é decidir, entregar-nos à compaixão de Deus e passá-la adiante - e isso pode levar tempo. AP"

Texto retirado do Livro de Reflexões diárias - Pão Diário. Referente ao dia 04 de Abril.

Bom, falar de perdão é um tanto complicado para a maioria das pessoas. Eu tenho uma facilidade estranha de perdoar as pessoas. E isso é bom. Porém, ontem me deparei com uma situação de falta de perdão que quase não me lembrava. Aquilo não me incomodava, apesar de não ter esquecido o fato, e da pessoa não ter nenhum tipo de importância em minha vida, eu passei a ignorar o acontecido e o causador disso. Mas quando me lembrava, a raiva queimava em meu peito. E isso, definitivamente, não é bom. Como ela fala no texto: "A amargura paralisa" e me paralisava, porque eu sentia raiva e naquele momento só passavam coisas ruins em minha cabeça por tudo o que havia acontecido, aquela velha vontade de se vingar. E ontem eu resolvi tirar esse peso das minhas coisas. Decidi liberar o perdão. E como no texto fala, é passado, já passou. Não que seja fácil apagar algo que nos machucou da nossa memória, o que tem acontecer é o significado daquilo ser mudado. Você pode lembrar, mas não com dor ou mágoas, porque isso só te fará sofrer mais e prolongará suas dores. Decidi perdoar, não porque alguém mereça, mas porque eu mereço me livrar desse peso, eu mereço me sentir tranquila sempre. E se isso me tira a paz, nada melhor que destruir. Minha paz vale muito e perdoar é caro, só Deus pra tirar esse peso mesmo. E Ele faz, mas a gente precisa PERMITIR que Ele faça. Deus nos deu o livre arbítrio, é a nossa escolha! Se a gente deixar, Ele faz. Tudo depende do primeiro passo. Do SEU primeiro passo. Escolha perdoar!

Errar é humano.. Mas perdoar é divino!
edit

2 comentários:

  1. Jesus certa feita disse a um aleijado: "Teus pecados são perdoados." Ao se perguntarem, questionando-se da "ousadia" de Jesus, o proprio Mestre falou: Por acaso o que vale mais? Perdoar ou curar? O perdão muitas vezes vale muito mais que a cura. Do que vale a cura sem o perdão? De que vale assim ser são? Jesus em prova de sua imensa misericordia para com aquele homem, disse: Levanta e anda. O perdão tb traz a cura. A cura de muitos relacionamentos, a cura de afetos corrompidos. A cura da dureza interna. A cura da alma.Perdoar é ousado e terno. O perdão é a continuidade do amor, desse ele, intrinsicamente faz parte. Como o amor, o perdão é uma atitude ou comportamento eterno.Porque é divino.

    ResponderExcluir
  2. Além de o fato de o perdão de Deus estar diretamente relacionado ao nosso perdão com o próximo... eh como diz a passagem do servo e do conservo: se o próprio Deus nos perdoou de uma dívida imensa, quem somo nós para não perdoarmos nossos irmãos? Poderia Deus se compadecer da situação de alguem com um coração sem disposição a perdoar? Enfim... se existe a disposição e a dependência de Deus, existe perdão, por mais que demore ou que "custe caro", mas sempre é a melhor saída!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar