Uma loucura qualquer.

| 24/03/2011
"Eu sei que sente dor;
que sente medo;
que sente amor.

Eu sei que essa dor que machuca
e parece que não tem culpa
e parece que não tem cura
por mais que pareça madura.

Eu sei que você não diz
Nada fala nada que condiz
Inventa desculpa
pra toda essa culpa.

Eu sei dos teus olhos
no fundo dos meus olhos
nunca nada dizem
só as vezes num deslize

Eu vejo a alegria
que brilhava todo dia
Hoje vejo a agonia
que permeia noite e dia

Vejo o amor.
Vejo a dor.
Ouço o silêncio
junto com vento."


"Mas o teu amor me cura de uma loucura qualquer"
edit

Um comentário:

  1. Eu sei dos teus olhos
    no fundo dos meus olhos
    nunca nada dizem
    só as vezes num deslize


    Lindo!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar