It was not enough

| 31/01/2017
As coisas iam muito bem
Eu acreditava completamente no que sentíamos um pelo outro
Às vezes batia uma dúvida ou outra, mas você sempre estava lá por mim 
E me fazia acreditar que estava lá porque isso te fazia bem e você me fazia bem de volta 
Eu gostava de ficar te olhando, admirando seu sorriso ou seus olhinhos de manhã 
Eu gostava do teu abraço, de como você me fazia sentir protegida e abençoada por ter tudo isso tão perto
Eu sentia que tudo era recíproco 
Sentia que tudo era suficiente 
Eu e você. Era tudo que bastava.
Eu achava.
Eu sentia.
Eu pensava.
Eu queria.
Tudo não se passava de uma coisa inventada pela minha cabeça e, de certa forma, você não assumiu que eu estava errada sobre tudo isso
Você entrou no jogo, me viu criando sonhos discretos, me viu me apegando ao teu corpo e à tua presença e não disse em nenhum momento que aquilo não era recíproco
Você me deixou acreditar que era suficiente 
Quando na verdade, eu não passei de alguns momentos bons
Mas nunca momentos suficientes 
Eu não fui suficiente pra você
E talvez nunca serei
Talvez o que eu te fiz sentir não despertou em você vontade suficiente de levar isso pra frente
Nós fomos momentos 
Mas nunca suficientes

afinal, quando as coisas não são suficientes, elas são fáceis de abrir mão.
E abrir mão, meu bem, a gente só faz quando sabe que aquilo não vai fazer falta.






edit

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar