Sobre se arriscar

| 06/07/2014
"Eu me entrego apenas quando souber que o que iremos passar vai ter valido uma canção"

Acho que já escrevi aqui sobre correr riscos e como eu sou uma pessoa que sempre me jogo de cabeça em tudo o que eu faco e blablablá. Pois é.
Eu não sei até onde isso é bom ou até onde isso me faz bem, já que as vezes pode machucar. Mas eu só sei que eu vivo melhor quando não tenho arrependimentos pelo que deixei de fazer. é aquele velho clichê de sempre, né.. "melhor se arrepender do que fez e blablablá". Dia desses eu passei por uma experiência um tanto quanto estranha. Totalmente nova e completamente arriscada. hahahah
Sei lá, são coisas que a gente faz e que meio que faz a gente se sentir vivo, sentir que temos algo a perder, que temos algo a arriscar, que temos algo a conquistar. Mesmo que seja ínfimo.
As vezes coisas que são vividas em alguns minutos, horas, dias, marcam bastante a gente. Não pelo fato daquilo significar coisa grande, mas pelo fato daquilo marcar um determinado momento da sua vida em que você não se importou com nada, você largou as amarras do seu subconsciente e se jogou com tudo em determinada coisa. Sem saber se haveria um retorno, se era uma pista de mão dupla, se era alguma coisa que valeria a pena, se se arrependeria... Você simplesmente se joga pra tentar se sentir livre, se sentir viva.
E é, eu acho que dá/deu certo. Sem preocupações você consegue aproveitar cada segundo, cada momento e consegue tirar o melhor da situação. Além de usufruir completamente de todo o riso solto proporcionado.


"Eu me entrego pros dias de sol, pras camisas de banda e até pra chocolates.
Ou filmes de romance esquecidos na estante,
 pros perfumes que deixam boas lembranças, pras risadas que me tiram todo o ar...
Não pense muito. No fim, tudo se adapta. 
Se alguém te deixou cego, não questione, simplesmente vá.
Se o errado pra mim for o certo eu não me importo, eu me entrego.
Eu me entrego apenas quando souber que o que iremos passar vai ter valido uma canção, a tudo que puder antes que a cortina feche...
De um jeito que ninguém sabe, sem sonhar com os pés no chão.
Entregue-se àquilo que te faz sentir!
Entregue-se àquilo que te faz!"

Entregue-se - Tie





Ps. Essa musica é bem fofa e ela me inspirou. 
edit

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar