Um amor aos 13 anos.



Quando você tem 13 anos tudo é lindo, tudo é paixão, tudo é amor.
Você viu aquele menino lindo, te encantou. Aí você diz: aah, eu estou apaixonada.
E escreve no caderno o nome de vocês dois, muitos corações em volta dos nomes.
Escreve coisas como: "Eu te amo" ou "Você é o homem da minha vida" ou ainda "Minha vida não tem sentido sem você".
E não sabe nem o que quer dizer cada palavra, a não ser 'você', 'homem' e 'vida'. Todas separadamente, vale ressaltar.
Mas tudo faz tanto sentido. Tudo se encaixa. A gente acha que tudo está como deveria ser e morre quando tudo dá errado. Quando tudo, na verdade, era só coisa da nossa cabeça. Que o carinha lindo não tá nem aí pra você e que você não o 'amava' tanto assim...
E com o tempo você se acostuma. E conhece outras pessoas, e quer conhecer mais gente.
E conhece alguém, que não é extremamente lindo, mas que mexeu com você, de uma forma inexplicável. Mas ele não se encaixa nos padrões de beleza, ele não se encaixa na sua roda de amigos. E agora?
Vocês estão apaixonados.. Aquela coisa boa de sentir, de querer estar perto.. Mas, você só tem 13 anos. Mal sabe o que é paixão, o que é amor..
Aah.. mas ela queria descobrir isso ao lado dele. Lá no fundo, ela o queria pra sempre.
Mas negava. Só ele sabia. Só de olhar nos seus olhos, ele sabia exatamente tudo o que ela sentia.
Ela tinha medo, vergonha, sei lá o que! Mas ela não queria admitir.. E ele sofria com isso.
E o que nem teve um começo, teve seu fim.
Ela sofreu, mas ele sofreu mais. E o tempo passa, não é mesmo? E consegue curar algumas feridas e tapar alguns buracos.. Mas o amor, o tempo não apaga! Ah, o amor!
Mas, o destino, o acaso, a predestinação... seja lá o que for! Fez o favor de os juntarem outra vez.
Será que é o certo? Será que aquele amor nunca morreu?
E, então, ela estava disposta a vencer todos os seus medos e seguir em frente.
Segurar a sua mão e esquecer todos os obstáculos.
Mas a vida é sempre uma caixinha de surpresas (Josef Klimber, haha). E ela, mais uma vez, os pregou uma peça!
E agora o que sobrou? (um filme no close pro fim, haha). Na verdade, sobraram duas cabeças cheias de confusões, mágoas, tristezas e dúvidas. E tudo o que ele sofrera no passado, veio à tona. Porém, o amor do passado ainda permanecia... e parecia ser mais forte do que antes. Porém, eles se perderam pelo caminho. Desejavam as mesmas coisas, mas os caminhos não eram mais os mesmos. Eles precisavam se encontrar. Era o seu maior desejo...

Entretanto, os seus caminhos se cruzaram, num momento ao acaso, num ônubis qualquer...
E o seus desejos? Ah, que isso dure e dure. Até que não exista mais o medo, a dúvida, o receio.
Até que não seja preciso contar o tempo, até que não seja preciso explicar. até que eles se encontrem e jamais se percam!



"Eu sei, me perdi. Mas, ei, só me acho em ti"

Comentários

  1. ''E o seus desejos? Ah, que isso dure e dure. Até que não exista mais o medo, a dúvida, o receio.
    Até que não seja preciso contar o tempo, até que não seja preciso explicar. até que eles se encontrem e jamais se percam!''

    Essa parte me fez sentir arrepios. Linda, doce, verdadeira. Quero isso pra mim.

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!!
    Poxa, me fez parar e imaginar um monte...
    uahsuahsuahsuahsuahsua

    muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Ah, o amor ou as paixões aos 13 ão tão puros... rs!
    Mas o bom da vida é acreditar... recriar, confiar, enfeitar o caminho...
    E com amor todas essas coisas sao possiveis!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não se fazem mais amigos como antigamente!

Se não te faz sentir, não faz sentido.

Enche o copinho pra mim?