Um amor aos 13 anos.

| 26/01/2011


Quando você tem 13 anos tudo é lindo, tudo é paixão, tudo é amor.
Você viu aquele menino lindo, te encantou. Aí você diz: aah, eu estou apaixonada.
E escreve no caderno o nome de vocês dois, muitos corações em volta dos nomes.
Escreve coisas como: "Eu te amo" ou "Você é o homem da minha vida" ou ainda "Minha vida não tem sentido sem você".
E não sabe nem o que quer dizer cada palavra, a não ser 'você', 'homem' e 'vida'. Todas separadamente, vale ressaltar.
Mas tudo faz tanto sentido. Tudo se encaixa. A gente acha que tudo está como deveria ser e morre quando tudo dá errado. Quando tudo, na verdade, era só coisa da nossa cabeça. Que o carinha lindo não tá nem aí pra você e que você não o 'amava' tanto assim...
E com o tempo você se acostuma. E conhece outras pessoas, e quer conhecer mais gente.
E conhece alguém, que não é extremamente lindo, mas que mexeu com você, de uma forma inexplicável. Mas ele não se encaixa nos padrões de beleza, ele não se encaixa na sua roda de amigos. E agora?
Vocês estão apaixonados.. Aquela coisa boa de sentir, de querer estar perto.. Mas, você só tem 13 anos. Mal sabe o que é paixão, o que é amor..
Aah.. mas ela queria descobrir isso ao lado dele. Lá no fundo, ela o queria pra sempre.
Mas negava. Só ele sabia. Só de olhar nos seus olhos, ele sabia exatamente tudo o que ela sentia.
Ela tinha medo, vergonha, sei lá o que! Mas ela não queria admitir.. E ele sofria com isso.
E o que nem teve um começo, teve seu fim.
Ela sofreu, mas ele sofreu mais. E o tempo passa, não é mesmo? E consegue curar algumas feridas e tapar alguns buracos.. Mas o amor, o tempo não apaga! Ah, o amor!
Mas, o destino, o acaso, a predestinação... seja lá o que for! Fez o favor de os juntarem outra vez.
Será que é o certo? Será que aquele amor nunca morreu?
E, então, ela estava disposta a vencer todos os seus medos e seguir em frente.
Segurar a sua mão e esquecer todos os obstáculos.
Mas a vida é sempre uma caixinha de surpresas (Josef Klimber, haha). E ela, mais uma vez, os pregou uma peça!
E agora o que sobrou? (um filme no close pro fim, haha). Na verdade, sobraram duas cabeças cheias de confusões, mágoas, tristezas e dúvidas. E tudo o que ele sofrera no passado, veio à tona. Porém, o amor do passado ainda permanecia... e parecia ser mais forte do que antes. Porém, eles se perderam pelo caminho. Desejavam as mesmas coisas, mas os caminhos não eram mais os mesmos. Eles precisavam se encontrar. Era o seu maior desejo...

Entretanto, os seus caminhos se cruzaram, num momento ao acaso, num ônubis qualquer...
E o seus desejos? Ah, que isso dure e dure. Até que não exista mais o medo, a dúvida, o receio.
Até que não seja preciso contar o tempo, até que não seja preciso explicar. até que eles se encontrem e jamais se percam!



"Eu sei, me perdi. Mas, ei, só me acho em ti"
edit

3 comentários:

  1. ''E o seus desejos? Ah, que isso dure e dure. Até que não exista mais o medo, a dúvida, o receio.
    Até que não seja preciso contar o tempo, até que não seja preciso explicar. até que eles se encontrem e jamais se percam!''

    Essa parte me fez sentir arrepios. Linda, doce, verdadeira. Quero isso pra mim.

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!!
    Poxa, me fez parar e imaginar um monte...
    uahsuahsuahsuahsuahsua

    muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Ah, o amor ou as paixões aos 13 ão tão puros... rs!
    Mas o bom da vida é acreditar... recriar, confiar, enfeitar o caminho...
    E com amor todas essas coisas sao possiveis!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga

Um blog que mistura verdades, pesares e poesia ~

© Design 1/2 a px. · 2015 · Pattern Template by Simzu · © Content ~ Apesar do Pesar