Tudo de uma vez.


Eu quero aquela paz de fim de tarde, ouvindo o barulho da chuva e sentindo o perfume das flores.
Eu quero o desejo do abraço, o doce do beijo, a ternura de um chamego.
Eu quero as mãos entrelaçadas, os braços enrolados, os corpos frente a frente.
Eu quero o aperto dos abraços, o cheiro no cangote, o carinho envolvente.
Eu quero a doçura da voz, o barulho do silêncio, o sussurro no ouvido.
Eu quero o brilho dos olhos, o som da gargalhada, a paz do sorriso.
Eu quero a sinceridade, a humildade, o amor, a cumplicidade.
Eu quero a palhaçada, as brincadeiras, os arrepios, as (in)certezas.
Eu quero o encanto que encanta, o afeto que afeta, o abraço que aperta.

Eu quero a voz, o som, o silêncio, o barulho, a paz, a doçura, o cheiro, o corpo, as mãos, os braços, os abraços, os ouvidos, os sorrisos, os afetos e os encantos.
Quero tudo, tudo de uma vez.



Comentários

  1. ' O maravilhoso desejo de viver!^^
    Um bem que faz tão bem.
    Lindaa poesia!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não se fazem mais amigos como antigamente!

Se não te faz sentir, não faz sentido.

Enche o copinho pra mim?